25 abril 2006

Javardolas I


Contra todas as suas expectativas, os poucos 'episódios' da nova 'série' do Gato Fedorento, na RTP, que Lorenzetti já viu ['visionou', como dizem certas personagens], são muito melhores que os anteriores. Digamos que a vaca [o Gato?] não morreu tão cedo como se esperava.

Um deles foi O Indivíduo que é Javardolas menos quando fala Francês.

É delicioso.

Porém, há um aspecto que não podemos ignorar. O Javardolas, tal como é apresentado [com todo o visual, tiques e linguagem da ideia mais extrema de Javardus] é um Javardus Vulgaris. Ou mesmo que seja um Javardus Extremis, não impede, por isso mesmo, a proliferação de pequenos Javardolas, Javardolas mais low-key, que chamamos Javardus Vulgaris.

Muitos deles são os que vêm o Gato Fedorento.

A piada é, precisamente, essa.

É não é preciso ser muito imaginativo para gozar com um Javardo, basta olhar para ele. O Gato Fedorento mostra-o sempre e goza com o país de forma imediata. Uma fórmula do tipo:

Realidade + Gatos = Programa TV = Riso dos actores da realidade e espectadores do programa


Não conhecendo os Gatos, Lorenzetti não pode dizer que haja ou não haja entre eles algum Javardus Vulgaris ou Extremis. Espero que não, mas isso não prejudica a qualidade dos programas.

Lorenzetti tem porém a certeza de o público dos Gatos [Portugal inteiro, pelo menos para já...]ser em grande parte, Javardola. Basta ver a forma como os homens, em geral e por exemplo, se referem ao sexo oposto.

Isto de sermos Javardolas por si não é grande conclusão, pode até ser uma evidência.

O que é menos evidente é que o Javardus Vulgaris goza com o Javardus Extremis [aquele da série] precisamente porque está lá perto, saiba ou não disso. More em Ranholas, Rua do Sacramento à Lapa, Moimenta da Beira ou na Avenida do Restelo.

É aquela velha história: a melhor defesa é o ataque -- 'goza com o Javardolas para não seres confundido com um'.

E é o velho problema do Ego, que Lorenzetti tem teclado tantas vezes.

O problema é que aqui já não há defesa possível.

Uma vez Javardolas...

ligações directas a este texto

Criar um link

<< Home