14 julho 2006

Praxes III


Já falámos aqui do delicioso julgamento de algumas pessoas que julgam que a praxe é uma coisa maravilhosa, que não humilha ninguém, é inteligente e divertida, e na qual todos gostam de participar. Uma espécie de mocidade Portuguesa onde, desta vez, todos se podem sujar e fazer ordinarices.

Desta vez -- e bem, até porque o assunto parece ter morrido -- é o jornal Expresso, na sua revista, a abordar o tema.

Conta a história da famosa estudante que 'foi barrada com bosta de porco, mergulhada de cabeça e com os pés amarrados num balde de excrementos de vaca até sufocar e desmaiar. Durante uma semana esteve às ordens de uns veteranos [...] Andou sempre com um penico carregado de bosta de vaca na mão - o seu cartão de identidade obrigatório como caloira da Escola Agrária de Santarém' [Única, Expresso, 4.2.2006, p.21].

Ficámos a saber da existência de um website que divulgamos: Antípodas, de uma associação anti-praxe. Desde logo pelas fotografias publicadas, da qual esta é particularmente expressiva...

Preferíamos ter aqui uma das nossas habituais imagens de um quadro de Vermeer ou até uma foto de Cindy Sherman, ou ainda um belo exemplar da arquitectura contemporânea.

Desta vez é uma foto do nosso país contemporâneo. Não podemos esquecê-lo, até porque vivemos nele. REsta-nos mudá-lo...

ligações directas a este texto

Criar um link

<< Home